26°C
94%
Muito nublado
Pesquisa
TheNews
Obra de colocação de box-culvert da estação elevatória de águas pluviais do Porto Interior e medidas de tráfego

Para resolver o problema das inundações na zona norte do Porto Interior devido às chuvas torrenciais e ao avanço ligeiro das águas do mar no período de maré astronómica, o Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) lança a obra de colocação de box-culvert da estação elevatória de águas pluviais do norte do Porto Interior, incluindo, no norte do Porto Interior, a construção da estação elevatória de águas pluviais e box-culvert e a instalação dos tubos de drenagem. À medida de que a obra decorra, o Instituto irá coordenar as companhias responsáveis pelas tubagens a proceder à obra de deslocação de tubos na Rua do Visconde Paço de Arcos a partir das 10h00 do dia 6 de Abril, bem como serão realizadas as obras de instalação de esgotos que atravessarão as ruas e de aumento parcial da pavimentação nessa fase. Em simutâneo, será efectuada a circulação condicionada do trânsito numa secção da Rua do Visconde Paço de Arcos, entre a Avenida Almeida Ribeiro e a Travessa das Galinholas, mantendo-se uma faixa de rodagem na Rua do Visconde Paço de Arcos, na direcção da Avenida de Almeida Ribeiro ao Mercado do Patane, e a paragem de espera “Ponte 16” será temporariamente suspensa, pelo que solicitamos a atenção do público para estas mudanças.

O Porto Interior situa-se numa zona baixa, sendo algumas áreas facilmente afectadas pela maré astronómica e por eventuais inundações. Em caso de chuva intensa ou storm surge em período de maré astronómica, a inundação pode causar maior impacto na zona em causa. Com vista a aliviar o problema das inundações causadas pela chuva intensa e pela maré astronómica que ocorrem no Porto Interior, o IAM pretende construir, no norte desta zona da cidade, uma estação elevatória de águas pluviais. A obra compreende a construção de uma estação elevatória de águas pluviais na área aquática situada entre as pontes-cais n.os 25 e 26 do Porto Interior, a construção de box-culvert ao longo da Avenida de Demétrio Cinatti, a colocação de tubos de drenagem, o encerramento de nove bocas de emissão de água antigas na zona costeira, o aumento da pavimentação, entre outros. A área projectada desta obra para captação de água atinge 46,5 hectares, situando-se desde a Avenida de Almeida Ribeiro até à zona próxima do Mercado do Patane. A nova estação elevatória de águas pluviais EP8 tem aproximadamente uma área de 350 metros quardados e dispõe de quatro bombas helicoidais submersíveis, com a capacidade máxima de drenagem de águas residuais de 14,28 metros cúbicos por segundo. O novo box-culvert tem 2,75 metros de altura e cerca de 231 metros de comprimento, dos quais 61 metros com largura de 5 metros e os restantes 170 metros com largura de cerca de 3 metros, sendo a sua capacidade de armazenamento de água de cerca de 2241 metros cúbicos.

    A fim de minimizar o impacto sobre o trânsito e sobre a mobilidade dos cidadãos nas zonas adjacentes, reduzir-se-á, dentro do possível, a área de execução da obra realizada nas ruas principais. As águas pluviais captadas nos esgotos que ligam à estação elevatória de águas pluviais não passarão pela Avenida de Almeida Ribeiro e pela Rua do Visconde Paço de Arcos, no entanto passarão pela Rua Nova do Comércio e pela Rua do Bispo Enes. Depois, atravessarão a Rua do Visconde Paço de Arcos e chegarão ao box-culvert na Avenida de Demétrio Cinatti, entrando finalmente na nova estação elevatória de águas pluviais. No período das obras de melhoria do sistema de drenagem da Avenida de Almeida Ribeiro realizadas no ano passado, executou-se a obra de construção do sumidouro pluvial na faixa de rodagem da ligação entre a Avenida de Almeida Ribeiro e a Rua do Guimarães, para evitar a futura influência que pudesse advir ao trânsito da Avenida de Almeida Ribeiro.

A presente obra será realizada em 4 fases. Na primeira fase, foram colocados tubos e construídas câmaras de visita na zona próxima da Rua de Miguel Aires, da Rua Nova do Comércio e da Rua do Bispo Enes em Fevereiro do corrente ano. Na segunda fase, serão colocados os novos tubos junto da Rua do Visconde Paço de Arcos por parte das companhias responsáveis pelas tubagens, no sentido de criar condições para a remoção de partes de tubos antigos na Avenida de Demétrio Cinatti na próxima fase, bem como serão realizadas obras de instalação de esgotos que atravessarão ruas e de aumento parcial da pavimentação. Na terceira fase, será fechada uma secção da Avenida de Demétrio Cinatti junto do Auto-Silo Pak Kong e construído o box-culvert. Na quarta fase, serão executadas as obras da estrutura e fundações da estação elevatória de águas pluviais, e a obra de instalação dos esgotos em betão no troço da nova estação elevatória de águas pluviais até ao Mercado do Patane. Consoante a situação real de execuação de obras, ir-se-á considerar que a terceira fase e a quarta fase decorram em simultâneo. O prazo global de execução das quatro fases é estimado em cerca de 718 dias. A zona próxima do Porto Interior é uma zona baixa junto do mar, sofrendo grande impacto com a mudança das marés, e a maior parte do terreno costeiro é  camadas de menor resistência, o que leva a uma certa dificuldade para a execução e andamento de obras. O IAM irá exigir aos empreiteiros que elaborem propostas adequadas de fundações, para monitorizar a resposta dos assentamentos de edifícios no âmbito das obras, coordenando métodos de execução de obra, consoante a situação real, para evitar a influência que pudesse advir aos moradores das proximidades.

A nova estação elevatória de águas pluviais pode ser iniciada ou interrompida automaticamente conforme o nível da maré e controlada através do sistema operativo remoto de longa distância, tendo disponível ainda um gerador eléctrico de reserva, para enfrentar situações de emergência. A conclusão das obras contribuirá para aliviar a situação das inundações provocadas pela maré astronómica e pelo avanço das águas do mar no Porto Interior, bem como para melhorar a situação das inundações aquando das chuvas torrenciais nas zonas baixas, fazendo com que as infra-estruturas complementares de prevenção de inundações dessas zonas fiquem mais aperfeiçoadas.

    Às 10h00 da manhã do dia 6 de Abril (Sábado) serão iniciadas as obras de deslocação da canalização na Rua do Visconde Paço de Arcos, de ligação de condutas entre as ruas e de elevação dos pavimentos. Assim sendo, a circulação no troço da Rua do Visconde Paço de Arcos entre a Avenida de Almeida Ribeiro e a Travessa das Galinholas estará condicionada. Mais informamos que a realização destas obras implicará a implementação de algumas medidas provisórias ao trânsito (Mapa I) e um ajustamento ao serviço de autocarros públicos (Mapa II), com efeito desde o início das obras.

    Atendendo à pressão no trânsito da zona durante a hora de ponta, será mantida aberta, tanto quanto possível, uma faixa de trânsito na Rua do Visconde Paço de Arcos com sentido de circulação da Avenida de Almeida Ribeiro ao Patane, das 17h00 até às 09h30 do dia seguinte. A circulação do Patane à Avenida de Almeida Ribeiro continuará a ser dotada de duas faixas de trânsito.

    Quanto aos autocarros públicos, o ajustamento do serviço terá efeito a partir das 9h30 da manhã do mesmo dia, com as seguintes alterações: suspensão da paragem “PONTE 16” alterando o percurso a dezasseis carreiras de autocarros; as carreiras 2, 3A, 5, 5AX (em direcção à Torre de Macau), 10, 10A, 11, 21A e N3 deixarão de fazer escala na paragem “KAM PEK COMMUNITY CENTRE” e, por fim, suspensão do corredor exclusivo para autocarros públicos no troço da Rua da Ribeira do Patane, entre a Travessa das Galinholas e a Travessa de Lam Mau, até à conclusão das obras.

Uma vez que a área da execução da obra envolve uma parte das ruas principais, é inevitável que o trânsito e a mobilidade dos cidadãos sejam afectados. Devido à importância da realização da respectiva obra, solicita-se a compreensão e articulação por parte da população. O IAM e a DSAT prestarão a maior atenção à execução da obra, empenhando-se para efectuar os trabalhos de coordenação, no sentido de reduzir o impacto causado pelas obras sobre o trânsito e os utentes das vias públicas. Ao mesmo tempo, chama-se a atenção dos cidadãos para os condicionamentos provisórios de trânsito e os cidadãos devem planear os seus percursos o mais cedo possível, a fim de evitar eventuais atrasos na sua deslocação. Os condutores devem prestar atenção à situação dos pavimentos e cumprir as sinalizações e instruções provisórias de trânsito neles instaladas.

 

 

 

Mapa I: Medidas provisórias ao trânsito na Rua do Visconde Paço de Arcos e arredores, com início a 6 de Abril, às 10h00

Início

Medidas provisórias de trânsito

Dia 6 de Abril, às 10h00 da manhã

Ø   A circulação no troço da Rua do Visconde Paço de Arcos entre a Avenida de Almeida Ribeiro e a Travessa das Galinholas estará condicionada, mas a circulação do Patane à Avenida de Almeida Ribeiro continuará a ser dotada de duas faixas de trânsito.

Ø   Será mantida uma faixa de trânsito na Rua do Visconde Paço de Arcos com sentido de circulação da Avenida de Almeida Ribeiro ao Patane.

Ø   O corredor exclusivo para autocarros públicos no troço da Rua da Ribeira do Patane, entre a Travessa das Galinholas e a Travessa de Lam Mau estará suspenso até à conclusão das obras.

Na segunda metade do mês de Abril

Ø   O troço da Rua do Visconde Paço de Arcos entre a Avenida de Almeida Ribeiro e a Travessa das Galinholas, com sentido de circulação da Avenida de Almeida Ribeiro ao Patane estará vedado ao trânsito entre as 09h30 e as 17h00, devendo a circulação ser feita pela Avenida de Demétrio Cinatti.

Ø   Das 17h00 até às 09h30 do dia seguinte será mantida uma faixa de trânsito na Rua do Visconde Paço de Arcos com sentido de circulação da Avenida de Almeida Ribeiro ao Patane.

Ø   Alguns lugares com parquímetro na Travessa da Saudade estarão suprimidos. 

Ø   O sentido de circulação dum troço da Travessa da Saudade (entre a Avenida de Demétrio Cinatti e a Rua da Ribeira do Patane) será invertido, passando a ser da Avenida de Demétrio Cinatti em direcção a Rua da Ribeira do Patane.

Na segunda metade do mês de Junho (previsão)

Ø   Entre as 09h30 e as 17h00, duas faixas de trânsito na Rua do Visconde Paço de Arcos terão o seu sentido de circulação invertido, permitindo a circulação no sentido do Patane à Avenida de Almeida Ribeiro.

Ø   Fora do horário referido, serão reabertas as faixas de trânsito com sentido de circulação do Patane à Avenida de Almeida Ribeiro.

Na segunda metade do mês de Julho (previsão)

Ø   O torço da Avenida de Demétrio Cinatti entre a Ponte 16 e o cais n.º 22 será vedado ao trânsito (excepto aos veículos dos cais, lojas e parques de estacionamentos).

Mapa II: Ajustamento nos serviços dos autocarros públicos servindo a Rua do  

Visconde Paço de Arcos, com início às 9h30 da manhã de 6 de Abril (Sábado)

Carreira

Paragem suspensa

Paragem alternativa

1 (para as Portas do Cerco)

PONTE 16

R. DAS LORCHAS

2 (para Barra)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

3 (para as Portas do Cerco)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

3A (para Praça de Ponte e Horta)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

3X (para as Portas do Cerco)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

4 (para Fai Chi Kei)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

5 (para a Torre de Macau)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

5AX (para a Torre de Macau)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

5AX (para o Bairro Va Tai)

PONTE 16

R. DAS LORCHAS

6A (para a Alameda da Tranquilidade)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

8A (para a Rua do Parque Industrial)

PONTE 16

RUA DO TARRAFEIRO

10 (para Barra)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

10A (para Barra)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

11 (para Barra)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

18A (para a Rua da Pérola Oriental)

PONTE 16

RUA DO TARRAFEIRO

18B (para a Rua da Serenidade)

PONTE 16

RUA DO TARRAFEIRO

19 (para a Alameda da Tranquilidade)

PONTE 16

RUA DO TARRAFEIRO

21A (para Barra)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14

26 (para a Baía Norte do Patane)

PONTE 16

RUA DO TARRAFEIRO

26A (para a Baía Norte do Patane)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

33 (para Fai Chi Kei)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

101X (para o posto fronteiriço da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

MT4 (para as Portas do Cerco)

PONTE 16

R. DAS LORCHAS

N1A (para a Baía Norte do Patane)

PONTE 16

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

N3 (para a vila de Coloane)

KAM PEK COMMUNITY CENTRE

PONTE CAIS NO.14